Aeromóvel: uma das obras de mobilidade urbana para Porto Alegre receber os jogos da Copa 2014

No sul do país, ventos da Copa do Mundo movimentam projeto do aeromóvel

Estação que será ligada ao aeroporto créditos: Obino Souza Pinto Arq. e Urbanismo

Se tudo correr nos trilhos, no primeiro semestre de 2012 os passageiros que chegarem a Porto Alegre pelo Aeroporto Salgado Filho poderão utilizar um sistema de transporte quase inédito no Brasil: o aeromóvel. Até então deverá estar concluída a obra do elevado e das estações desse veículo, que ligará o terminal aeroviário 1 e a estação Aeroporto da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb).

Estão sendo investidos 29,9 milhões de reais no projeto, classificado como uma das obras de mobilidade urbana que preparam a capital gaúcha para, entre outros eventos, receber os jogos da Copa do Mundo de 2014. O governo federal considera o aeromóvel uma opção de acesso aos aeroportos.No caso de Porto Alegre, a conexão entre o terminal aéreo e a estação de trens deverá facilitar o deslocamento de turistas até a região central.

Dois veículos (um com capacidade para 150 passageiros e outro, para 300) farão o percurso em 90 segundos. Nas extremidades do trajeto serão construídas estações de dimensões distintas. Junto ao aeroporto, estará a maior, com quase 500 metros quadrados; perto da gare, a parada terá pouco mais de 250 metros quadrados.

Ambos os prédios foram desenhados pelo escritório do arquiteto Ado Azevedo, do Rio de Janeiro. O projeto executivo foi desenvolvido pelo escritório Obino Souza Pinto Arquitetura e Urbanismo, de Porto Alegre, também responsável pela concepção arquitetônica da via elevada.

Azevedo empregou estrutura metálica, concreto e vidro, procurando dar às estações formas que lembrassem o movimento do vento. Com essa abordagem, ele quis associar a proposta arquitetônica à tecnologia empregada, pois os veículos vão se deslocar pela movimentação de ar, insuflado por dutos dispostos no interior das vigas que são parte do traçado do elevado. O ar injetado impulsiona aletas na parte inferior do aeromóvel, movimentando-o.

O pai do aeromóvel é Oskar Coester, empresário que há quase meio século pesquisa soluções para o transporte urbano. Sua primeira versão do veículo foi igualmente implantada na capital gaúcha e revelada ao leitores de PROJETO DESIGN em setembro de 1983.

“Gaúchos criam revolucionário sistema de transporte” era o título da reportagem e também uma das chamadas de capa da edição 55. Passadas quase três décadas, a ideia de Coester está se consolidando em outra parte daquela cidade.

Autoridades estiveram presentes na solenidade de início das obras. Não há notícia de que Levy Fidelix, presidente do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), tivesse sido convidado. Deveria, dada sua familiaridade com o tema. O aerotrem, mote de suas campanhas eleitorais, é uma espécie de parente do aeromóvel. Que seja então feito o convite para a inauguração.

MOBILIZE.ORG



Categorias:Aeromóvel

Tags:,

10 respostas

  1. VOU PROVIDENCIAR PARA QUE O PRESIDENTE NACIONAL LEVY FIDELIX DO PRTB SEJA INFORMADO.
    Paulo Vieira
    Vice Presidente PRTB – RS

    Curtir

  2. Aos que perdem tempo mirabolando trajetos para a utopia do sr. Coester, sugiro lerem esta matéria da Zero Hora, onde há um exemplo de um empresário e inventor americano.
    Vejam como ele se comporta para angariar recursos, ao invés de querer mamar nas tetas do governo como o nosso “inventor pelotense”.
    http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/economia/noticia/2012/01/sapatos-motorizados-causam-sensacao-em-feira-de-las-vegas-3629026.html
    Quem sabe o Sr. Coester se espelha no Sr. Peter? E todos estes seguidores que o apoiam, possam doar milhões de reais para provar o implausível.
    Por falar em Aeroporto Salgado Filho, o término da obra não era para dezembro de 2011?
    A memória do blog está curta…

    Curtir

  3. Quero saber do PROJETO DO AEROMÓVEL, e não da baldiação, trem-aeroporto. Ou seja, do trajeto que iria do centro até a zona sul. Isso sim seria projeto.

    Curtir

  4. Mas que trocadalho esse título, hein?

    Curtir

  5. Como comentei quando enviei o link, me impressionei que a parada até é bonitinha.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: