Estado está mais unido em prol do Aeroporto 20 de Setembro

Fase é de sensibilização do governo para o assunto

Marcelo Kervalt

São Leopoldo – A proposta de construção do Aeroporto Internacional 20 de Setembro caminha a passos largos e ganha, cada vez mais, apoio de autoridades e da comunidade, que clamam por uma alternativa para a questão da infraestrutura aeroportuária do Rio Grande do Sul. De acordo com o reitor da Unisinos e coordenador do Comitê Pró-Aeroporto 20 de Setembro, Marcelo Fernandes de Aquino, a fase inicial de consolidação da ideia já foi concluída. “Fizemos reuniões com o Comitê Técnico e iremos ter outros encontros em breve”, comenta, lembrando que, a partir de agora, serão analisadas questões ambientais e assuntos relacionados ao Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta) para sensibilizar o governo federal sobre a importância do empreendimento. “São passos dados com muita firmeza, querendo sempre acertar e trazer benefício para o Estado”, frisa o reitor.

Próximas reuniões

No dia 4, às 14 horas, haverá reunião na Unisinos do Comitê Técnico para analisar proposições feitas até o momento. Trata-se também de um encontro preparatório para a reunião que deve ocorrer em 12 de abril, também na universidade de São Leopoldo, quando será definida a direção-executiva do Comitê Pró-Aeroporto Internacional 20 de Setembro.

Saiba mais:



Categorias:Aeroporto 20 de Setembro, Aviação

Tags:

23 respostas

  1. Não esquecam que com esse aeroporto novo, o Salgado Filho será fechado. Não existe viabilidade economica de termos dois aeroportos tão perto. O que preciamos é das ampliacoes necessarias no Salgado Filho e um bom aeroporto na serra.

    Curtir

    • Jair, isso é o que os futuros empreendedores do 20 de setembro querem. Querem um mercado pronto pra eles operarem. mas nós não vivemos num país capitalista, sob regras capitalistas? Então eles que façam um novo aeroporto e que façam uma competição bem saudável com o Salgado Filho. Como assim fechar o Salgado Filho, que é federal por que vai abrir um novo aeroporto privado ? Não creio.

      Curtir

      • Pois é Gilberto. Mas o Brasil é o país do “capitalismo sem riscos”, do capitalismo com “garantia de demanda”. Se o negócio não der certo, os governos (federal, estadual, municipal, mas geralmente o primeiro) bancam o prejuízo.
        Não é assim que funciona para os grandes grupos econômicos, para os grandes investidores ?

        Curtir

    • Sem dúvida, o RGS precisa do Salgado Filho e de um aeroporto para a Serra (turismo Gramado e outras) e para o maior polo industrial do estado, Caxias do Sul. Ou vamos assistir milhares de caminhoes indo de Caxias até o 20 de setembro travancando as estradas?

      Curtir

  2. Falando em radicalismo e grenalismo.
    Dentro em breve, os empresários do vale dos sinos exigirão que a dupla grenal construa estádios nessa região, pois não querem mais enfrentar os engarrafamentos da BR para ver os seus clubes do coração. Contruam uma outra Arena para concorrer com a Arena.
    Brincadeirinha, não fiquem brabos. Olha o radicalismo…
    Tá, mas só um pouquinho.
    Não querem construir um aeroporto de cargas em Caxias, pois a região tem um potencial de 3 milhões de toneladas de cargas aéreas/ano (já botei isso em um link da ZH aqui). Lembrando que com 3 milhões de ton/ano, já seria o 4º maior do mundo! Atrás apenas de Hong Kong, Memphis e Shangai !!
    Não é muito aeroporto ?!?!?!!?? E se não. porque tudo na região metropolitana ?

    Curtir

  3. Eu entendo perfeitamente o pleito dos que querem um novo aeroporto na região metropolitana.
    Também acho que muitos aqui nesse blog estão se contradizendo, pois ao mesmo tempo que “choram” quando os investimentos não ficam no RS, não querem um novo aeroporto com porte para receber os produtos de grandes empresas que precisam exportar.
    Estamos falando de infraestrutura, palavra muito carente ha anos no nosso estado.
    O Salgado Filho pode ser ampliado etc, mas em 20 anos ficará saturado, creio que antes até.
    Importante lembrar que essa discussão se refere aos passageiros que lá circulam, nem estamos falando das cargas/produtos para exportação (infraestrutura que as industrias precisam). Pois quanto a isso, de nada adiantará a ampliação do Salgado Filho.

    Ademais, não vou nem “sonhar” ao falar que uma extensão da trensurb resolveria o problema de locomoção até o 20 de Setembro, visto que será um parto para acontecer. Mas falo do básico, coloquem um microonibus, como o que tem ligando Curitiba-Aeroporto e pronto, se gasta R$ 12,00 e ta resolvido o problema. MUITO mais barato do que pegar um taxi do Salgado Filho até a rodoviaria por exemplo, que hoje se gasta em torno de R$22,00.

    É uma discussão muito interessante, mas não vejo com tanto radicalismo como alguns aqui tem demonstrado. Ademais, o RS não é Porto Alegre. Quando se pensa nesse aeroporto, tem que se pensar no Estado do RS e não tão somente na capital. Até porque, hoje em dia a capital só atrai shopping e servidor público.
    Na região metropolitana é onde estão as industrias e é lá que as novas irão se instalar, não será em POA. Tem que pensar sim nas industrias, depois vem uns aqui dizendo que seremos eternamente um estado agro-pastoril. Pois bem, temos a chance de beneficiar a industria e mudarmos esse panorama.
    Esse bairrismo dos portoalegrense é que fazem com que nossa capital esteja atrasada em vários aspectos com as demais capitais, inclusive muito ja se falou sobre isso aqui no blog. Se POA quer ficar nesse marasmo de só atrair shopping e servidor público OK, mas não impeçam o interior de crescer.

    Curtir

    • Tem razão Thiagooop. Que se faça o novo aeroporto. Deixemos a iniciativa privada investir no 20 de setembro. Mas não impeça a ampliação do Salgado Filho. Pois: 1) Está ainda em projeto e vai ser realizada a extensão da pista até 2014/2015. 2) Está em projeto e vai sair a ampliação do Terminal 1 até 2014/2015, em duas fases. 3) Está em construção a ampliação do pátio de aeronaves para o Terminal 1. 4) Está em construção o novo Terminal de Cargas do Salgado Filho, 5 vezes maior do que o atual, que sozinho está consumindo 100 milhões de reais. Após estes investimentos todos, vão fechar o Salgado Filho, porque a empresa privada que administrará o 20 de Setembro quer ? Não, peraí. Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Que opere do jeito que for melhor o 20 de Setembro, mas que concorra com o Salgado Filho ampliado e muito melhor do que é hoje. Aí tudo bem.

      Curtir

  4. A fome de gastos dessa gente é insaciável. Temos gargalos muito maiores que com fração do que será(seria) gasto nesse novo aeroporto atenderiam muto mais gente. Sistemas de BRT que nas Avenidas Dorival Cândido e Flores da Cunha (Cachoeirinha e Gravataí), na bento Gonçaslves até a entrada de Viamão, a própria Assis Brasil, a duplicação da RS 118 (Gvtaí/Sapucaia), RS 040(Viamão/Pinhal) e RS115 Serra Gaúcha seriam resolvidos. Ah, mas estamos falando de aeroporto né? Ok, modernize-se o que temos então. Quando um político diz que quer arrumar o que temos ele me conquista mais do que quando diz que quer fazer novas coisas.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: