Prefeitura oferece duas áreas para novo centro de eventos

Uma área de 27 hectares localizada na avenida Bento Gonçalves, no bairro Partenon, e outra de 4,5 hectares contígua à Fiergs, na zona Norte, são os dois primeiros espaços pré-selecionados pela prefeitura para o centro de feiras, congressos e eventos que o governo do Estado projeta construir na Região Metropolitana. As duas áreas foram oficialmente apresentadas nesta segunda-feira, 15, pelo secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes, à secretária estadual de Turismo, Abgail Pereira, em ofício assinado pelo prefeito José Fortunati destinado ao governador Tarso Genro. As duas áreas pertencem ao município.

De acordo com a proposta inicial do governo do Estado, o centro de eventos teria uma área construída de 60 a 100 mil metros quadrados, entre auditórios, pavilhão de exposições, praça de alimentação, estacionamento e demais espaços, o que exigiria uma área de 6 a 10 hectares. Na avaliação de Abgail, as áreas indicadas pela prefeitura demonstram que Porto Alegre tem condições de receber o projeto de um equipamento de classe mundial que o Estado quer construir. “O Rio Grande do Sul tem condições de ser a capital de eventos do Mercosul e não há cidade que se contraponha a esse investimento. É importante saber que estamos trabalhando juntos, acelerando o processo”, afirmou a secretária, que nos próximos dias deverá visitar as duas áreas junto com representantes do escritório de Oscar Niemeyer, responsável pelo projeto arquitetônico do centro de eventos. “Definida a área, passaremos à contratação de um estudo de viabilidade econômica que irá definir a modelagem do negócio, bem como o tipo de gestão e estrutura organizacional que melhor se adapte a ele”, completou, destacando que a disponibilidade de área pública reduz o custo do investimento, estimado pela Setur em R$ 200 milhões.

Empenho – A pré-seleção das duas áreas pela prefeitura da Capital envolveu semanas de estudos reunindo, além da SMTUR, as secretarias municipais do Meio Ambiente (Smam), Obras e Viação (Smov), Urbanismo (SMURB) e Departamento Municipal de Habitação (Demhab). “A iniciativa é mais uma manifestação do interesse da cidade de que esse novo equipamento seja construído em Porto Alegre”, afirmou Moraes, adiantando que outras áreas ainda podem ser levantadas, inclusive privadas passíveis de desapropriação. De acordo com o secretário, a partir da análise do Estado e do Termo de Referência apontando necessidades construtivas do projeto, o estudo de cada área será detalhado.

A área de 27 hectares na Bento Gonçalves oferece boas condições de mobilidade, que serão ampliadas com a implantação do sistema BRT (Bus Rapid Transit). Já o espaço contíguo à Fiergs, segundo Moraes, terá a vantagem do metrô. “Esta área propõe um modelo diferente, que pode integrar o novo equipamento à estrutura já existente da Fiergs, que está aberta à proposta”, antecipou Moraes. Para o secretário, Porto Alegre está entre as cidades do país que mais recebem eventos internacionais, possui o 3º aeroporto com maior fluxo internacional e já é um centro de distribuição de voos no Mercosul. “Mas estamos limitados a disputar feiras que caibam em 9 mil metros quadrados, que é o atual espaço da Fiergs. Um equipamento maior abre novos mercados para o Turismo de Eventos”, avaliou.

Prefeitura de Porto Alegre

____________________

Seria essa a área no Partenon ?

partenon

http://goo.gl/maps/eukuo



Categorias:Centro de Eventos do RS

Tags:,

25 respostas

  1. Não pode ser essa área que você mostrou Gilberto.
    Essa área é da caixa econômica federal e está gravada como AEIS.
    Tem formato de trapézio com a ponta torta. Já está ocupada com a construção de habitações MCMV (Minha Casa Minha Vida) e o restante é reservado para ampliação do MCMV; uma EMEI na parte de cima do trapézio; e na ponta torta vai ter uma praça; e uma UPA.

    Curtir

  2. o governo tarso sera lembrado como um governo branco. ponte do guaiba? branco, extensão da pista do aeroporto? branco…metro(ok fortunatti não ajuda) branco..rs 118 branco…tem mais coisas(ou não tem…)

    Curtir

  3. E aquele enorme terreno ao lado da Arena do Grêmio (acho que pertence a Habitasul), porque não entre nessas roll de opções para um Centro de Evento?

    Curtir

  4. Do lado da FIERGS é interressante, aproveita a estrutura que já tem por lá e tem bastante espaço.

    Só tem que melhorar o transporte público até lá, pelo menos até o metrô ficar pronto….

    Curtir

  5. Gracas a Deus nao vao estragar(ainda mais!) o Morro Santa Teresa com esse “monstrengo de concreto” a la niemeyer!!

    Curtir

  6. Nao sei de onde que tiraram essa ideia de que centro de eventos tem que ser ponto turistico.

    Curtir

    • Se não existe mais o lado turístico, só fica indispensável um requisito: a facilidade de locomover no mínimo dez mil pessoas….poderia ter uma linha do Aeromóvel….menos bus (turismo, linha), carros vans ou outros meios de transporte, sem falar que não precisa estacionamento!!!

      Curtir

  7. O lugar ideal, na minha modesta opinião, é o Humaitá.

    Curtir

  8. Dois lugares totalmente sem charme, ou seja, a cara de POA.

    Curtir

    • Obviamente, a prefeitura só poderia oferecer 20 hectares em algum lugar “sem charme” devido ao valor do terreno. Outros locais tem “charme” mas tem problemas no acesso, como a zona sul.

      Curtir

      • Ou talvez seja briga do PDT com PT, já que a proposta do centro de eventos é do Tarso.

        Curtir

      • Honestamente não sou especialista no assunto, mas visto que outras cidades conseguiram fazer na orla… não deve ser tão difícil.

        Curtir

  9. que seja na zona leste então!!!! a região da fiergs é ótima, porém fica afastada do resto da cidade e não causaria grandes impactos ou melhorias para o entorno quanto no Partenon, a região do partenon precisa de investimentos, levando em consideração que o bairro é pouco valorizado e tão pouco faz a população ir lá…fora a grande quantidade de vilas do entorno, quando vou pra lá o que eu vejo é ”oficinas de autopeças²³²³”, vilas, pouca segurança, carrefour, morros, pessoas indo pra viamão/vale e mais oficinas de carro …… então sou completamente a favor do Partenon!!!

    Curtir

    • aah tem o presidio também, mas não chega a ser lá uma atração turistica…

      Curtir

    • Geografia tortuosa . Ao invés de ” afastada “, prefiro dizer q é a porta de entrada da cidade

      Curtir

    • Tem todo um lado da PUCRS voltado para o Partenon, inclusive o Centro de Eventos deles.

      Curtir

      • é mas mesmo assim se levar em consideração o restante da cidade.. da pra contar nos dedos as ”facilidades da região” por isso vai cair feito uma luva para o Partenon esse centro de eventos..

        Curtir

  10. Ora ora. Se vai mudar área, significa que vai ter que fazer outro projeto.

    Se vai fazer outro projeto, porque está se mantendo o escritório do Niemeyer?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: