Secretária do Turismo apresenta possíveis áreas do Centro de Eventos ao arquiteto João Niemeyer

A área na doca turística de Porto Alegre foi uma das visitadas pelo arquiteto

A secretária do Turismo (Setur) Abgail Pereira, recebeu, na manhã desta quarta-feira (1º), o arquiteto João Niemeyer, que representa o escritório de Oscar Niemeyer, para uma visita técnica aos três locais oferecidos pelo Governo do Estado para a construção do Centro de Eventos. Foram vistoriadas para uma análise do profissional, sobrinho do Oscar Niemeyer, as áreas do Vida Centro Humanístico, da Doca Turística e da saibreira do Morro Santa Tereza, todas em Porto Alegre.

O projeto do Centro de Eventos, segundo Abgail, precisa contemplar as necessidades da população gaúcha. “Buscamos um equipamento que seja, além de um espaço para receber quem vem de fora, um local com vida cultural e entretenimento para que a comunidade se aproprie dele. E é por isso que estamos trazendo o Niemeyer aqui para que ele conheça os espaços que temos a oferecer e comece, efetivamente, a trabalhar em um projeto atenda aos nossos anseios”, revelou.

Para a titular da Setur, a construção do prédio atende a uma antiga reivindicação do trade turístico do Rio Grande do Sul, tanto que já foram feitos estudos que comprovam e justificam o investimento que será realizado. “Esse Centro de Eventos representa para o Estado olhar para frente resgatando a nossa história. Nosso intuito é ouvir a iniciativa privada no sentido de trazê-la para uma construção coletiva. Já nos reunimos com o Porto Alegre Convention Bureau e, em breve, nos encontraremos também com a Federasul”, informou.

João Niemeyer adiantou que as três áreas ofertadas pelo governo têm condições de receber o Centro de Eventos. “Cada local tem sua particularidade, pois são muito diferentes uma da outra. Todas têm pontos a favor e contra que vamos analisar junto ao Oscar (Niemeyer) antes de chegarmos a uma conclusão. Esta é a primeira visita que estamos fazendo e vamos voltar outras vezes ao Estado”, disse. O sobrinho de Niemeyer ressaltou que é um luxo uma cidade dispor de três espaços com essas dimensões para oferecer. “Escolher a mais adequada é um problema fácil de resolver”, afirmou.

O arquiteto, em reunião à tarde no Palácio Piratini, revelou que Oscar Niemeyer está bastante satisfeito com o convite que recebeu do governador Tarso Genro para fazer o projeto arquitetônico do Centro de Eventos. “Ele está com muita disposição para começar a trabalhar nesta obra. Estou aqui para analisar as possibilidades e levar minhas considerações para que o projeto seja elaborado rapidamente, que é uma das características do Oscar”, frisou.

O encontro no Piratini contou, também, com a presença do Chefe de Gabinete do governador, Vinícius Wu, que reforçou o conceito do que o governo espera da obra. “O Rio Grande do Sul tem a cultura do cooperativismo muito forte e temos de trabalhar com a ideia de um espaço de encontro e de convergência. Queremos um símbolo para a cidade e que ele se traduza em um legado para a gestão pública”, destacou Wu.

Também participaram da atividade promovida pela Setur representantes da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e das secretarias do Meio Ambiente (Sema), da Administração e Recursos Humanos (SARH) e Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS ).

Algumas características do Centro de Eventos:

  • Capacidade total de pessoas sentadas: 10.000 – distribuídas em vários auditórios;
  • Auditório principal: 4.000 pessoas; 2.500 cadeiras fixas; Divisível em pelo menos três salas para 500 pessoas com palco móvel; amplo espaço de circulação para acomodar outras 1500 cadeiras avulsas;
  • Auditórios secundários: três salas para 1000 pessoas cada;
  • Salas de Apoio: 30 salas com capacidade para 50 a 500 pessoas e capacidade total de 3000 pessoas; espaço para banquetes ou pequenas exposições: 3.000 refeições simultâneas e possibilidade de receber evento social;
  • Pavilhão de Exposições: 26.000 metros quadrados e pé direito de 10 metros; divisão em dois pavilhões e dois halls para feiras simultâneas e cabines de credenciamento;
  • Praça de alimentação: 2.000 pessoas; Cafeterias, buffets, lanchonetes, Espaço Gourmet da culinária dos povos formadores do Rio Grande do Sul, serviços diversos
  • Estacionamento: 5.000 vagas;
  • Área construída: 60 a 100 mil metros quadrados.
  • Outros espaços necessários: Cabines de tradução simultânea; Almoxarifado; Lounges; Salas de imprensa e apoio; Camarins; Amplo palco para cenários e espetáculos culturais no auditório principal; Construção ecológica, estrutura para tratamento de resíduos, utilização de energias alternativas e reuso da água; Acessibilidade universal; Tecnologia de comunicação e informação (Wireless, telefonia móvel, etc.).

Governo do Estado do RS

Texto e foto: Valéria Pereira

Anúncios


Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Centro de Eventos do RS

Tags:, , ,

29 respostas

  1. não entendi o porque não do centro vida, afinal vai ser um centro de exposições ou uma estatua? a area do centro vida possui vias de entrada e saida, avenidas de bom fluxo, proximo ao triangulo e a futura estação do trensurb com sertório. também proximo a freeway. agora imaginem jogo do inter+ construsul: zona sul parada. vejam londres que construiu seu estadio numa zona degradada e a valorizou. ou a arena que ta revirando o humaita. mas pra alguns tudo tem que ser na zona sul, já tem uma bela obra ali, o ibere camargo, vão visitar. feiras de eventos precisam de aspectos técnicos e não beleza. (claro que ajuda)

    Curtir

  2. Quanto o governo vai pagar pelos serviços do ilustre arquiteto? Com certeza é um profissional de renome que merece respeito, e que projetou o país no exterior, com suas magníficas obras. Mas acho que no RS também tem ótimos arquitetos que poderiam executar este projeto. Sou a favor de concurso.

    Curtir

  3. No grupo “Centro de Eventos Gaúcho no Santa Tereza” achamos que o morro é a melhor opção. Algumas pessoas neste blog, em outro post, disseram que não seria possivel fazer um centro de eventos lá. No entanto o próprio arquiteto nao descartou:

    “João Niemeyer adiantou que as três áreas ofertadas pelo governo têm condições de receber o Centro de Eventos. “Cada local tem sua particularidade, pois são muito diferentes uma da outra. Todas têm pontos a favor e contra que vamos analisar junto ao Oscar (Niemeyer) antes de chegarmos a uma conclusão. Esta é a primeira visita que estamos fazendo e vamos voltar outras vezes ao Estado”, disse. ”

    Essa é a pagina do grupo, quem concorda está convidado a entrar.
    http://www.facebook.com/groups/477609732249799/

    Esses são os nossos argumentos em favor:
    Sete Razões para o Santa Tereza
    https://docs.google.com/document/d/1VUv3VhnS-PIzL2xWKSIxGPDTgoGJi6tJHkqbmajovcQ/edit

    Curtir

  4. No grupo “Centro de Eventos Gaúcho no Santa Tereza” achamos que o morro é a melhor opção. Algumas pessoas neste blog, em outro post, disseram que não seria possivel fazer um centro de eventos lá. No entanto o próprio arquiteto nao descartou:

    “João Niemeyer adiantou que as três áreas ofertadas pelo governo têm condições de receber o Centro de Eventos. “Cada local tem sua particularidade, pois são muito diferentes uma da outra. Todas têm pontos a favor e contra que vamos analisar junto ao Oscar (Niemeyer) antes de chegarmos a uma conclusão. Esta é a primeira visita que estamos fazendo e vamos voltar outras vezes ao Estado”, disse. ”

    Essa é a pagina do grupo, quem concorda está convidado a entrar, e ajudar a divulgar.
    http://www.facebook.com/groups/477609732249799/

    Esses são os nossos argumentos em favor:
    Sete Razões para o Santa Tereza
    https://docs.google.com/document/d/1VUv3VhnS-PIzL2xWKSIxGPDTgoGJi6tJHkqbmajovcQ/edit

    Curtir

  5. Não interessa o que essa mulher é, o fato é que ela é desqualificada e não tem a capacidade mínima pra tirar o estado desse buraco turístico em que estamos. Com todo o potencial do estado, eu sentiria muita vergonha de ficar anos no cargo de secretário de turismo sem fazer absolutamente nada pra reverter esse quadro. Ela está lá só pra ocupar cargo, mais um exemplo do jeito que esses caras tratam o estado.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: