Uma Porto Alegre para o futuro, por Urbano Schmitt

Sim, vai ter Copa em Porto Alegre. E, apesar dos transtornos temporários que as obras de mobilidade urbana causam, são inegáveis e permanentes os benefícios econômicos e sociais ao município. Entendemos que um evento do porte de uma Copa Mundo é a oportunidade única de movimentar o comércio, o turismo e os negócios da cidade. E tal impacto implica a geração de empregos, a qualificação dos serviços e o crescimento do valor da marca da cidade. Com a Copa, Porto Alegre se consolida como destino turístico relevante, preparada para receber grandes eventos nacionais e internacionais.

Respeitamos opiniões contrárias, mas discordamos da retórica dos críticos que desqualificam a Copa, sem considerar os esforços que estão sendo feitos para preparar a cidade e deixar um legado. Por certo, reconhecemos e lamentamos os eventuais atrasos nas obras de mobilidade, mas continuamos trabalhando diariamente para que os cronogramas sejam cumpridos e os incômodos, que mudam a rotina das pessoas, minimizados. Entretanto, lembramos que não são poucos os fatores que afetam o cumprimento dos prazos. Decisões judiciais, processos licitatórios, trâmites legais dos financiamentos e outros contratempos, acabam elevando o prazo de conclusão das obras, contra nossa vontade.

Este conjunto de 14 obras de mobilidade, entre elas os BRTs (sistema de transporte coletivo de alto desempenho e qualidade) e as ciclovias, além de atender uma demanda histórica na cidade, ficarão de legado para as próximas gerações. Mais ainda, os projetos do Cais do Porto e do Metrô começam a se tornar realidades. Não temos a pretensão de “construir uma Porto Alegre nova”, apenas estamos caminhando para frente, com um olhar para o futuro.

Além disso, são animadoras as previsões econômicas e sociais sobre os impactos da Copa no país. Segundo levantamento da Fecomércio-RS os jogos da Copa em Porto Alegre devem movimentar o setor terciário em até R$ 360 milhões. A Fundação de Economia e Estatística (FEE) aponta para um crescimento financeiro do Estado de R$ 503,6 milhões durante o período de 15 a 30 de junho. Recentemente, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), com base no fluxo de 3,6 milhões de turistas que deverão circular durante a Copa no país, revela que o maior evento do futebol mundial deverá gerar 48 mil postos de trabalho no setor de turismo.

A administração municipal firma a convicção de que esta será a Copa do Mundo de todos os povos e de todas as cores. Será a Copa do respeito às diferenças, Copa da tolerância e para isso estamos engajados. A Porto Alegrem multicidade, de diferentes etnias e múltiplas culturas, que tem por vocação ser acolhedora, estará muito bem preparada para receber de braços abertos os torcedores do mundo inteiro. E orgulhosamente, por sua gente, certamente vai participar dessa emoção.

Urbano Schmitt
Secretário de Gestão de Porto Alegre

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:COPA 2014, Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , ,

18 respostas

  1. A Copa é um sucesso de faturamento de todas as empresas e mídias envolvidas com a comercialização do evento,e o povo ganha o circo alienante do patriotismo que enxuga corações emocionados,vindouros de cabeças ignorantes e egocêntricas que defendem a sua nação com unhas e dentes contra a hipocrisia,dos países inferiores à seleção superior.
    O povão se veste de palhaço tupiniquim na copa e tanto faz, aceita-se tudo menos perder o evento.
    “Sou brasileiro, mas não é culpa minha”.

    Curtir

  2. Há pessoas que conseguem ver somente a parte positiva do todo, Fecham os olhos para a realidade, para justificar como gestores que o projeto que gerem esta bem. E assim, seguem em frente baseados na administração “Carreta de Melancias” – tudo vai se acomodando e no final dá certo, segundo a versão deles. Por esta e por outras estamos cada piores com administradores e técnicos sofrendo ingerências de políticos profissionais preocupados somente com a próxima eleição.

    Curtir

  3. Que mundo esse pessoal da prefeitura vive? Perdemos a copa das confederações, quase perdemos a copa diversas vezes e agora vem com essa. Ah para ô! Falta de planejamento total e falta de vergonha na cara.

    Curtir

  4. “Decisões judiciais, processos licitatórios, trâmites legais dos financiamentos e outros contratempos, acabam elevando o prazo de conclusão das obras, contra nossa vontade.”

    bahahhah parece até que faz um ano que sabem que vai ter Copa.

    Curtir

  5. Políticos de qualquer país desenvolvido falaria algo como “sabemos que estamos gastando muito com a copa do mundo, mas faremos/estamos fazendo o máximo para trazer o benefício permanente”. Mas o que é que Urbano Schmitt? Um monte de coisas completamente desconexas com a realidade! Esses políticos de carreira seguem vivendo em um mundo de fantasia…

    Curtir

  6. Estatísticas jogadas a esmo na tela do meu computador. Há mistura de dados nacionais e municipais, além de “crescimento financeiro” que não é o mesmo que crescimento econômico.

    Curtir

  7. Eu lamento pelas oportunidades perdidas em Porto Alegre. Oportunidade perdida por não haver um planejamento de longo prazo. Cada partido tem o seu “projeto” de desenvolvimento para a cidade e toda vez que muda o partido que assume o poder, muda o “projeto”. Se é que ele existe. Se bem que já tivemos um mesmo partido que governou a cidade por 16 anos e não fez licitações de ônibus, não desenvolveu um plano de mobilidade urbana, sequer fez obras viárias e urbanísticas relevantes neste período. Agora com a Copa, poderíamos ter preparado a cidade para receber os visitantes. Poderiam ter revitalizado o centro, com novos calçamentos e iluminação pública. Poderiam ter revitalizado a orla, devolvendo o Guaíba à cidade. Sequer foi feito o calçamento da Borges ao longo do parque Marinha que será o caminho da copa por onde os turistas passarão. Em termos de embelezamento da cidade, nem mesmo os cordões foram pintados. E ainda dizem que prepararam a cidade para a Copa?

    Curtir

  8. Não sei o que é pior, ouvir eles ainda defendendo esse modelo de “cidade do futuro” totalmente antiquado ou dois meses antes da copa ainda tentando nos enrolar que algo vai estar pronto para os jogos.

    Curtir

  9. Eu não curto off-topics, mas esse não é tão off-topic assim.

    http://autoentusiastas.blogspot.com.br/2014/04/faixas-da-discordia.html

    Curtir

    • Perfeito, mas no fantastico mundo do Bobby de alguns, seria tranquilo todo mundo largar o carro e ir de bus pro trabalho.

      Quem vê o comentário de uns por ai, parece que o mundo não investe mais em carros, que apenas Porto Alegre faz esse tipo de investimento..
      hahaha

      Curtir

      • Sei não, pelo texto deste site que o Guilherme postou, ele só tocou no assunto “carona solidária”, sem sequer citar melhorias no transporte público.

        Para resolver problemas de trânsito e mobilidade urbana devem ser atacadas várias frentes, e não só com uma solução.

        Curtir

        • Imagino que é por que o cara falou apenas do que entende, mas percebe-se que não defende apenas essa ideia no momento em que critica o fato de São Paulo ter poucas linhas de metrô e os ônibus estarem nas mãos das máfias.

          Só o que eu não entendi, é porque tantas negativações. Não que eu me importe com isso, mas me pergunto se realmente não veem vantagem no uso racional do carro, se me negativaram apenas por terem ideias preconcebidas de que apenas a bicicleta e o BRT salvam, pelo texto incentivar um melhor uso do carro ou ser de um site chamado “autoentusiastas”.

          Curtir

          • Eu não negativei pois não uso essa funcionalidade, mas não aposto nessa ideia de usar os corredores para carros com 3 pessoas ou mais. Minha opinião sobre implantar isso no Brasil foi observada pela minha irmã, que mora na Austrália.

            Lá carros com 3 ou mais passageiros podem usar o corredor de ônibus. Quando estive lá vi que o pessoal respeitava e muito, mas ela me disse que uma vez pegaram um cara com dois bonecos no carro para enganar os fiscais.

            Adivinha a nacionalidade dele?

            Curtir

  10. “E, apesar dos transtornos temporários que as obras de mobilidade urbana causam, são inegáveis e permanentes os benefícios econômicos e sociais ao município.”

    Que piadista esse secretário. Benefícios inquestionáveis, eu questiono sim! As obras que estão sendo feitas em Porto alegre seguem um modelo antiquado de mobilidade urbana que as grandes cidades do mundo já viram que não funciona. O que está sendo feito hoje em dia é o caminho inverso: a remoção de viadutos e elevados e a humanização do trânsito. Ainda por cima essas obras trazem a degradação da cidade e da economia ao redor dos viadutos.

    Essas pessoas não sabem do que falam e vem contar mentiras aqui. Não é porque ele diz que é inquestionável que vai ser.

    Curtir

    • Na verdade, o melhor planejamento que houve em Porto Alegre foi o mais “antiquado” de todos os tempos, que era a Porto Alegre de antes de Telmo Thompson Flores, o prefeito que alargou e asfaltou avenidas, construiu 6 viadutos em seu mandato (incluindo o complexo da Conceição) destruiu a Estação ferroviária Central de Porto Alegre e ainda entregou o nosso transporte coletivo de vez aos mafiosos quando desativou os bondes. Agradeçamos à ele por acabar com o desenvolvimento europeu que Porto Alegre vinha seguindo para implantar o “american way of drive”.

      Curtir

      • É, se tívessemos uma máquina do tempo daria pra desfazer tanta merda…

        Mas o pior é continuar repetindo os mesmos erros do passado.

        E quero ver se realmente esse dinheiro da copa vai ter retorno para a população… vai é encher o bolso de alguns, isso sim.

        Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: